Fotosophar musicalmente com a respiração




A magia da fotografia com uma música de arrepiar...


Muitas vezes no nosso dia-a-dia somos invadidos pelo stress, falta de energia, desânimo e cansaço físico, psíquico e mental e sentimos necessidade de restituirmos o nosso bem-estar. 
No pouco tempo que por vezes temos em tão agitadas rotinas de vida, existe algo muito simples que podemos fazer para promover a nossa vitalidade, tranquilidade e harmonia. A respiração é uma das funções mais básicas do nosso organismo, sendo totalmente indispensável à vida, no entanto, poucos sabem recolher deste acto mecânico e inconsciente todo o potencial que nele existe.
Deixo-vos o desafio de se ligarem ao poder relaxante desta música e destas imagens para porem em prática a respiração que vulgarmente se exercita nas ginásticas energéticas orientais (tais como o Tai Chi, Chi Kung, etc), onde se combinam além da respiração, a postura e movimento para harmonizar o físico, psíquico e mental como um todo. Sigam os passos simplificados:

1) Colocar-se numa posição cómoda (sentado ou deitado) e relaxar conscientemente todos os músculos do corpo, eliminando todas e quaisquer tensões, mantendo a língua contra o céu da boca, e a coluna direita.
2) Inspirar profundamente pelo nariz, enchendo os pulmões até à sua máxima capacidade, empurrando assim o diafragma para baixo e dilatando a barriga nesse movimento.
3) Em seguida, na continuidade do movimento anterior, contrair a barriga, expulsando o ar de baixo para cima à medida que se expira, pelo nariz.
4) Repetir desde o segundo ponto. Sentir-se a inspirar a energia activa que existe em volta, ao passo que se expira a energia estagnada que expulsamos de dentro, concentrando o pensamento no movimento causado pela respiração.
5) No final do exercício, deve-se recolher o prana (energia vital do corpo, posta em movimento através da respiração) levando as palmas das duas mãos, uma sobre a outra, a um ponto dois dedos acima do umbigo, ao centro. 

Observação: Quem tiver problemas respiratórios ou mais sensibilidade ao exercício poderá eventualmente sentir-se tonto, devido à maior afluência de oxigénio no organismo face ao habitual. Isto é normal e indica que de facto podem e devem trabalhar mais a vossa respiração, passando de uma respiração superficial a uma bem mais completa, usufruindo assim de todos os benefícios que ela tem para vos trazer.

Boas práticas!