Empreendedorismo e a filosofia do risco



Créditos fotográficos: Nils Eisfeld

"Alguns homens vêem as coisas como são, e perguntam: Por quê? Eu sonho com as coisas que nunca existiram e pergunto: "Por que não?"
George Bernard Shaw


O empreendedor é aquele indivíduo que toma as rédeas da sua própria vida e conhecendo as suas potencialidades e os seus recursos, dirige todas as suas acções, estratégias e habilidades e mobiliza recursos externos com vista a alcançar os seus objectivos, amando realmente o que faz. É sempre uma pessoa ousada, que nunca vive no passado, raramente no presente e que tem substancialmente a sua visão colocada no futuro.
Tem que ter domínio dos seus medos, já que abraça o risco, convivendo com ele e aprendendo com as falhas ao invés de se deixar desanimar por elas. Reveste-se de Capital Intelectual: conhecimento, experiência, especialização.
Nas qualidades pessoais de um empreendedor, destacam-se:
a) iniciativa;
b) visão;
c) coragem;
d) firmeza;
e) decisão;
f) atitude de respeito humano;
g) capacidade de organização e direção.
A estas qualidades juntam-se a perseverança, flexibilidade, adaptabilidade, criatividade, positividade, assertividade, foco, auto-estima, vontade própria.

Todos nós temos a nossa filosofia de vida. O empreendedor é aquele que tem uma filosofia de vida de risco. Move-se na vida aceitando riscos como apostas de um futuro mais brilhante, emocionante e recompensador. Não aceita a rotina vã ou o patamar seguro que não leva a mais desenvolvimento, mas a um estagnamento confortável. É um guerreiro que aceita batalhas com a convicção de que irá vencer e alcançar o seu sonho, pois acredita em si mesmo.
No fundo, todos nós somos à nossa medida, empreendedores. Todos temos esse potencial dentro de nós. O segredo está em conseguir trazer essa faceta para fora pela nossa própria vontade, ao invés de depender de alguma situação ou de alguém que nos motive e nos coloque um fogo de entusiasmo dentro do coração.  
Somos como toros de madeira, que, relegados à inutilidade, absorvem a humidade do ar e da terra,  dilatam e apodrecem na imensidão de uma floresta, desaparecendo sem deixar rasto. Mas o mesmo toro, arriscando-se no fogo por meio de uma vontade que o ateia, descobre assim que ao caminhar rumo à aparente destruição, dá origem a algo mágico: a luz e o calor de um fogo vertical, que com as suas chamas sobe sempre para o céu, procurando a inspiração nas estrelas.
Acredita em ti, põe-te à prova, faz, erra, aprende com o erro e volta a fazer, conhece-te a ti mesmo, atreve-te e domina os teus medos com um entusiasmo impulsionador.
Faz nascer em ti um empreendedor e vive sua filosofia: a do risco.